• novas viaturas
  • helicopter_graer
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Intranet
  • Estado

Policiamento da Capital

12/02/2010

PM prende envolvidos em roubos à farmácia e chacina do Barreirinha

Por Marcia Santos
Jornalista PMPR

Quatro pessoas acusadas de roubos a farmácias e de envolvimento com o grupo morto na chacina do Bairro Barreirinha, ocorrida recentemente, foram presas pelo Serviço Reservado do Comando do Policiamento da Capital (CPC) e por equipes do 20º Batalhão de Polícia Militar, nesta quinta-feira (11), no mesmo bairro, em Curitiba. Trata-se de Juarez de Moraes, de 30 anos, o “Zangão”, Nitza Ívia Muniz, de 24 anos, Ivan Pereira Lima, de 30 anos e Felipe Antunes, cerca de 24 anos, conhecido como “Fedo” e “Sombra”.

Com eles foram apreendidos R$ 315 em dinheiro, uma bucha de maconha, um simulacro, cachimbos para uso de entorpecentes e um veículo. De acordo com a polícia, Juarez, que já tem passagem por roubo, é acusado de comandar parte do tráfico no barreirinha e cometer furtos na região. Felipe, por sua vez, foi reconhecido pelo repórter de uma rede de TV que foi ameaçado com arma de fogo no dia seguinte à chacina no barreirinha e por um médico, vítima de um seqüestro relâmpago em que foi vítima.

Felipe já cumpriu nove meses de prisão em Almirante Tamandaré por roubo e Nitza tem mandado de prisão em aberto pelo mesmo crime. Denúncias anônimas ao 181 Narcodenúncia informavam que um grupo havia assaltado a Farmácia Nissei da Avenida Erasto Gaertner, no Bacacheri e seguido sentido Barreirinha em um veículo Celta Corolla, com placas de Curitiba.

Prontamente equipes do Serviço Reservado e do 20º BPM foram deslocadas para a região e encontraram o veículo suspeito nas proximidades do Arroio, Região em que houve a chacina do Barreirinha. Segundo informações, eles são suspeitos de integrarem o grupo que morreu na chacina e, principalmente o Juarez e o Felipe, escaparam naquela noite. A Polícia informa que o grupo foi reconhecido pelas vítimas da Farmácia como autores do roubo, por meio de fotos.

Os detidos e o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia de Furtos e Roubos. Segundo a polícia, quando eles entraram no carro após o assalto, alguém anotou a placa, cujas informações foram cruzadas com outras do Serviço Reservado e que resultaram na prisão deles no Barreirinha.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.